PARA RECEBER AS ÚLTIMAS NOVIDADES DA IMIGRAÇÃO CANADENSE, SIGA-NOS EM NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS

Imigrar com filho pequeno – principais dicas, dificuldades e oportunidades

20 January, 2022

Imigrar com filho pequeno – principais dicas, dificuldades e oportunidades

Imigrar para outro país, mesmo que esteja dentro dos objetivos da vida, sempre nos deixa receosos, não é mesmo? Porque apesar dos vários meses/anos de pesquisa, mudar a rotina completamente para um país, até então desconhecido, é algo que necessita coragem.

Mas, a busca por uma melhor qualidade de vida, a oportunidade de cursar um College/Universidade, de oferecer aos filhos a chance de ter experiência no exterior nos dá coragem para encarar os desafios e o desconhecido.

Se quando precisamos mudar nossos filhos de escola já dá aquele aperto no coração, imagina mudar de país!

Mas quer saber a verdade? Nossos filhos são muito mais fortes do que pensamos – na verdade, na maioria das vezes elas se adaptam melhor que os adultos. Há muitas oportunidades para o seu pequeno interagir com outras crianças – além da escola, existem vários programas extracurriculares relacionados à cultura, esporte, culinária – muitos deles de graça!

 

Filhos de estudantes internacionais com idades entre 4 e 18 anos (Em Ontario) ou 5 e 18 anos (em British Columbia) podem estudar no ensino público gratuito durante o período de estudo dos pais, desde que alguns requisitos sejam seguidos.

  1. Um dos pais precisa estar matriculado em um programa de ensino superior full time que conceda pelo menos um diploma, em uma instituição pública.

  2. Se a instituição for privada, o programa deve ser full time e de degree (bachelor ou master).  Algumas exceções se aplicam – para não ter erro, é sempre bom conversar com um consultor educacional.

  3. Programas de certificado não contam, a não ser que o outro cônjuge tenha um work permit válido e esteja trabalhando full time – desta forma a matrícula da criança estará atrelada ao responsável que trabalha e não ao que estuda.

  4. Depois da graduação dos pais – com o PGWP (Post Graduate Work Permit) os filhos poderão continuar estudando no ensino público gratuito.

 

Algo para se ter em mente é que no caso das escolas públicas gratuitas, você não escolhe onde seu filho irá estudar. Normalmente, a escola é definida pelo governo de acordo com o local de sua residência. Assim, primeiro você decide onde irá morar, e depois, entra em contato com o School Board de sua cidade para se informar sobre a documentação e requisitos exigidos, já que eles podem variar de região para região.

Os documentos normalmente solicitados são:

  1. Study / Work permit dos pais

  2. Passaporte dos pais e das crianças

  3. Tradução juramentada da certidão de nascimento e histórico escolar dos filhos.

  4. Carteirinha de vacinas.

Considerando que seu filho vá estudar em uma escola pública de forma gratuita, não há limite de data para a matrícula – o que significa que independente da época do ano que vocês cheguem no Canadá, a criança entrará na escola.

  1. Os professores evitam ao máximo passar o dever de casa – devido ao tempo que os alunos ficam na escola (normalmente desde manhã até o início da tarde).

  2. Há bastante aulas ao ar livre, e as crianças têm de 2 a 3 intervalos por dia.

Por aqui o foco é que o aluno desenvolva um senso de comunidade – e chegue no ensino médio já preparado para os desafios da vida adulta e decisões profissionais.

 

No caso da necessidade de pagar a tuition da escola de seus filhos, você poderá matriculá-los em uma escola pública (isso mesmo, pagando) ou em uma escola privada. Lembre-se de que em algumas situações existe prazo para matrícula da criança, então sempre leve isso em consideração no seu planejamento.

 

Mas meu filho ainda não fala inglês! Como ele vai frequentar a escola no Canadá?

 

Não precisa se preocupar! Lembre-se que o Canadá é um país altamente diversificado – eles estão preparados para receber estudantes de todos os lugares. Ao entrar na escola, ele passa por um teste simples para determinar o nível atual de inglês. Depois, a própria escola vai providenciar um acompanhamento de reforço com aulas de ESL (English as a Second Language) – que só vai terminar depois que seu filho atingir o nível necessário.

Além da possibilidade de aprender fluentemente uma segunda ou até terceira língua: francês e inglês, além do português.

Vivendo aqui, eles aprendem naturalmente. Não dói.

Diferenças culturais

A beleza multicultural do grupo escolar do meu filho é incrível: todas as cores, olhinhos puxados, cabelos loiros, escuros, ondulados, lisos enfim…

É maravilhosa a oportunidade de poder criá-lo entre tantas diferenças culturais e raciais. O quanto essas crianças crescem livres de preconceitos e se conectando com o mundo todo.

Só vejo vantagens em proporcionar a ele esse ambiente recheado de sotaques e diferenças. É a única saída para termos um mundo com menos intolerância em diversos aspectos.

Um desafio é a distância da família

Esse é o ponto que mais incomoda a boa parte dos imigrantes que conheço. É a falta de contato diário com os avós, tios e tias. A ausência das brincadeiras com os primos e as memórias que se constroem nesses momentos. Mas, muita gente  tem mais contato com os familiares hoje, via web, do que quando moravam na mesma cidade e viviam no ritmo louco de vencer a batalha de cada dia.

Além de aproveitar a tecnologia para estar um pouco mais presente, as férias costumam ser períodos de re-encontros, seja aqui e ou aí no Brasil que são sempre recheadas de boas risadas, passeios e abraços.

 

Antes de finalizar queremos deixar dois programas do governo que merecem ser destacados:

 

CCB (Canadá Child Benefit): Nada mais é do que um dinheiro que você recebe para cuidar do menor. Pode ser com estudos, material escolar, roupa, o que seja, desde que seja para o cuidado do seu filho. Você pode aplicar para esse benefício depois de um ano e meio no país (inclusive com Study / Work permit) e a triagem é feita a partir do imposto de renda.

RESP (Registered Education Savings Plans) – É uma conta poupança para educação – você deposita uma quantia e o governo também – até a criança completar 18 anos. Qualquer banco está apto a fazer esse plano.

 

Para mais informações sobre os tipos de plano e como aplicar para os dois programas entre em contato conosco.

 

Agende agora um horário com um dos nossos consultores de educação se deseja vir realizar um College ou se pretende já imigrar com seus filhos, entre em contato com o nosso time e agende com um de nossos consultores de imigração.